• José A. Andrade Gomes

Se um NFT pode ser vendido a mais de 1M €, quanto valerá um hectare de terreno florestal?

Um artigo do “Jornal de Negócios" de 27 de julho, que pode ser lido aqui, dá-nos nota de que o primeiro tweet de Jack Dorsey foi comprado por 2,6 milhões de euros. O artigo refere ainda outras transações de NFT (non-fungible token) que atingiram o preço de vários milhões de euros.


Estão referidas no artigo algumas características dos NFT’s que resumiria do seguinte modo:


São ficheiros digitais (imagem, música, etc.) registadas numa blockchain que lhe confere autenticidade, na medida que regista quem criou o ficheiro e todas as transações sucessivas de que foi objeto. Importa referir que este ficheiro pode ser reproduzido, ainda que apenas o original disponha do registo (token) das transações que lhe estão associadas.


Haverá muitas explicações para a formação do preço de um NFT, de entre elas, comportamentos especulativos e mecanismos de comunicação que induzem a “cripto loucura”.


Não me parece importante, aqui, procurar compreender a formação do preço de um NFT, mas parece-me relevante aproveitar a leitura do artigo para pensar na forma como habitualmente explicamos a formação do valor de um hectare de terreno florestal.


Quando pretendemos explicar a formação do valor de um terreno florestal, começamos por estimar o valor das suas produções potenciais, que será “descontado” para o momento atual para determinar o capital que é equivalente ao valor dos rendimentos potenciais futuros. O risco e demais fatores, que estão associados à ocorrência dos rendimentos potenciais, estão traduzidos na taxa de desconto utilizada.


Pensando no preço dos NFT’s mencionados no artigo acima referido e no valor dos terrenos florestais, haverá muito a dizer, mas há duas questões que me ocorreram:


. há situações em que o digital está nos antípodas do real

. há situações em que o preço não tem nada a ver com o valor

21 visualizações
Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags