• José A. Andrade Gomes

Remuneração da função ambiental da floresta

Na notícia do Jornal de Negócios que se junta, o Prof. Daniel Bessa refere que embora se fale na remuneração da função ambiental da floresta há décadas, nada se tem feito.


Porém, há hoje elementos que nos permitem (e obrigam) a pensar sobre o assunto, como sejam:


. Na pág. 104 do Relatório de Sustentabilidade da The Navigator Company, é referido que um hectare de floresta de eucalipto tem a capacidade de sequestrar 11,3 ton de CO2 por ano.


. No Mercado Voluntário de Carbono em mercado spot (ECARBIX), verifica-se que as licenças de emissão, em 05.abr.2022, foram transacionadas a 78,33 €/ton.


Se quisermos fazer uma análise simplista, podemos dizer que, com base nos dois elementos anteriores, "é fazer as contas".


Admite-se que este assunto mereça uma análise mais aprofundada, mas não temos é dúvida que existe valor económico na capacidade de sequestro de CO2 da floresta e que este serviço tem de ser remunerado.

28 visualizações
Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags